Novas receitas

Vendas de suco de laranja impulsionadas pela temporada de gripe desagradável

Vendas de suco de laranja impulsionadas pela temporada de gripe desagradável


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

As vendas aumentaram com os americanos bebendo suco de laranja para combater a gripe

Tempo de sonhos

As vendas de suco de laranja acabaram de registrar seu primeiro aumento em anos por causa da terrível temporada de gripe.

A atual temporada de gripe tem sido uma má notícia para basicamente todo mundo, mas parece ter sido um golpe de sorte para os fornecedores de suco de laranja do país, que viram as vendas aumentarem pela primeira vez em anos, em grande parte graças à gripe.

De acordo com o The Washington Post, as vendas de suco de laranja estão em declínio há anos. O suco de laranja costumava ser considerado uma bebida particularmente saudável, e muitos americanos cresceram vendo-o como parte de um "café da manhã balanceado". Mas, nos últimos anos, os clientes têm abandonado os sucos em geral por causa de sua quantidade relativamente alta de açúcar e calorias. A Academia Americana de Pediatria até mesmo desaconselhou dar suco para crianças e escreveu que o suco “não tem papel essencial na alimentação saudável e balanceada de crianças”.

De acordo com o Business Insider, o mercado de suco de laranja nos Estados Unidos caiu 50 por cento desde 2001. E até agora, as vendas de suco de laranja não tinham aumentado desde 2013. Este ano, no entanto, os varejistas viram as vendas de suco de laranja saltarem 0,9 por cento nos quatro semanas que terminaram em 20 de janeiro. Esse é um aumento notável, considerando que é a primeira vez que os dados de vendas mostram um aumento ano a ano em quase cinco anos, e coincide com uma temporada de gripe particularmente brutal.

As pessoas podem estar tomando suco de laranja na tentativa de lutar contra a gripe, mas é questionável se o suco de laranja terá algum efeito. Tomar a vacina contra a gripe é um método muito mais confiável de reduzir a probabilidade e a gravidade de contrair a gripe. Se você pegar, aqui estão as melhores bebidas para ajudar a combater a gripe.


Preciso me preocupar com a gripe na França?

Em dezembro de 2019, a autoridade de saúde pública francesa emitiu um alerta sobre o vírus da gripe, dizendo que Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d & # 8217Azur, Pays-de-la-Loire e a região da grande Paris Île-de-France estão em um “pré fase -epidêmica ”, enquanto o sudoeste sofre de um surto de gripe estomacal (também conhecida como gastroenterite viral ou simplesmente“ gastro ”). Hospitais nessas quatro regiões registraram altos níveis de visitas hospitalares relacionadas à gripe nas últimas semanas, com 160 pacientes internados em enfermarias na semana anterior ao Natal.

Quais são os sintomas da gripe?

Qualquer pessoa com diagnóstico de gripe dirá que é muito mais do que um forte resfriado, mas como saber a diferença? A principal diferença entre a gripe e a tosse ou resfriado é que os sofredores da gripe costumam ter febre alta durante a doença, junto com tosse, espirros e aperto no peito. A gripe geralmente surge repentinamente com qualquer um ou todos os seguintes sintomas:

  • Febres
  • Arrepios
  • Dores
  • Fadiga / fraqueza
  • Espirros
  • Peito apertado
  • Tossindo
  • Nariz entupido
  • Dor de garganta
  • Dor de cabeça

Uma boa regra prática é que se você se sentir bem o suficiente para pegar uma nota de € 50 do chão, provavelmente não está com gripe.

Quando devo ir ao médico ou hospital com suspeita de gripe?

Se você não tem certeza se está gripado ou resfriado, é melhor se tratar em casa. Como os resfriados e gripes são causados ​​por vírus, eles não podem ser tratados com antibióticos. Na verdade, o conselho de saúde predominante é que você só deve consultar seu médico sobre um surto de gripe se atender a um destes critérios:

  • VocÊ esta grávida
  • Você tem mais de 65 anos
  • Voce esta cronicamente doente
  • Você tem uma condição do sistema imunológico
  • Seu filho ou bebê pode estar com gripe
  • Sua temperatura está acima de 40 ° C / 104 ° F
  • Você está enfrentando sintomas incomuns, como:
    • Dificuldades respiratórias
    • Tossindo sangue ou catarro malcheiroso
    • Dificuldade em manter a consciência
    • Diarréia

    Você também deve controlar a duração de sua doença e procurar aconselhamento médico se ficar muito doente por mais de três dias ou se sua condição se agravar rapidamente.

    Como posso tratar a gripe em casa?

    A chave para a recuperação é descanso, abundância de líquidos, boa higiene pessoal e permanecer em um ambiente fresco em camadas leves para evitar picos de febre. O paracetamol pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas, mas não cura a gripe. Se você for geralmente saudável, isso deve passar com o tempo, mas se você sofrer de uma doença prolongada, deve consultar o seu médico.

    Outros remédios caseiros podem tornar sua doença mais fácil de suportar. Chá verde, suco de laranja e infusões de limão e gengibre são opções populares para quem sofre de gripe. Alimentos leves como torradas e biscoitos também podem ajudar se seu estômago estiver agitado.

    Como posso evitar pegar ou espalhar a gripe?

    Manter altos níveis de higiene pessoal é crucial para limitar a propagação dos germes da gripe. Lave bem as mãos e com frequência, descarte os lenços de papel com segurança e considere usar uma máscara facial descartável se estiver sofrendo de sintomas semelhantes aos da gripe. Espirre / tussa em um lenço de papel e jogue-o fora ou, se isso não for possível, espirre no cotovelo em vez de na mão. Levar um desinfetante para as mãos e usá-lo regularmente quando estiver fora de casa ajudará, especialmente depois de mexer em dinheiro ou usar instalações públicas. Se você acha que está com gripe, deve ficar em casa até passar a doença.

    Posso receber uma vacina contra a gripe grátis na França?

    A Organização Mundial da Saúde estabelece diretrizes para quem é elegível para vacinas gratuitas ano após ano. Se você atender aos critérios e for residente permanente na França, poderá obter uma vacina grátis. Você pode receber um voucher com antecedência, que pode levar à farmácia ou pedir uma receita ao seu médico. Os seguintes são elegíveis:

    • Pessoas com mais de 65 anos
    • Adultos com mais de 18 anos com doenças crônicas, como doenças respiratórias ou cardiovasculares
    • Pessoas consideradas obesas
    • Mulheres grávidas com 18 anos ou mais
    • Família e amigos próximos de algumas crianças menores de 6 meses de idade com fatores de alto risco.

    Se você não se enquadra em um desses grupos, não tema! Você pode obter uma receita de seu médico e agendar uma injeção na farmácia local por uma pequena taxa. A injeção em si custa 6 € e também será cobrada uma taxa de consulta. Se você nos perguntar, é um pequeno preço a pagar para evitar uma doença tão desagradável.

    Lembre-se, porém, de que a vacina leva 15 dias para fazer efeito após ser administrada, portanto, você deve tomá-la o mais rápido possível. Se for muito tarde na temporada de gripe, você não poderá pegar um.

    Preciso de seguro saúde para tratamento da gripe na França?

    Se você é um expatriado permanente na França e está registrado para um carte vitale você pode acessar seu médico normalmente. A taxa padrão para uma consulta de GP é de € 25 e mais tarde você será reembolsado em cerca de 70% desse valor pelo CPAM. Se você tiver seguro saúde privado, poderá ter acesso a um tratamento mais rápido, que pode ser totalmente coberto, dependendo da sua apólice.

    Se você é um britânico viajando para a França, seu cartão EHIC deve cobrir algumas ou todas as despesas médicas, portanto, certifique-se de ter o seu com você. Se você é de fora da UE ou não tem um EHIC, seu seguro de viagem pode cobrir os custos, caso contrário, você terá que pagar de forma privada. Os custos variam dependendo de onde você está e do tratamento necessário.

    Lembre-se de que, se você está normalmente de boa saúde, não deve precisar ir a um médico ou hospital para tratamento da gripe, mas é aconselhável garantir que tenha cobertura adequada.

    Devo ficar preocupado com a gripe na França?

    Se você costuma gozar de boa saúde e praticar uma boa higiene pessoal, o pior cenário costuma ser alguns dias em repouso absoluto, sentindo-se bastante mal. No entanto, se você estiver em um dos grupos vulneráveis, deve ser extremamente vigilante. A boa notícia é que a temporada de gripe é bastante curta. Fique de olho nos anúncios de saúde pública e seja sensato. Se você tiver alguma dúvida, entre em contato com seu médico.


    Preciso me preocupar com a gripe na França?

    Em dezembro de 2019, a autoridade de saúde pública francesa emitiu um alerta sobre o vírus da gripe, dizendo que Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d & # 8217Azur, Pays-de-la-Loire e a região da grande Paris Île-de-France estão em um “pré fase -epidêmica ”, enquanto o sudoeste sofre de um surto de gripe estomacal (também conhecida como gastroenterite viral ou simplesmente“ gastro ”). Hospitais nessas quatro regiões registraram altos níveis de visitas hospitalares relacionadas à gripe nas últimas semanas, com 160 pacientes internados em enfermarias na semana anterior ao Natal.

    Quais são os sintomas da gripe?

    Qualquer pessoa com diagnóstico de gripe dirá que é muito mais do que um forte resfriado, mas como saber a diferença? A principal diferença entre a gripe e uma tosse ou resfriado é que os que sofrem de gripe costumam ter febre alta durante a doença, junto com a tosse, espirro e aperto no peito. A gripe geralmente surge repentinamente com qualquer um ou todos os seguintes sintomas:

    • Febres
    • Arrepios
    • Dores
    • Fadiga / fraqueza
    • Espirros
    • Peito apertado
    • Tossindo
    • Nariz entupido
    • Dor de garganta
    • Dor de cabeça

    Uma boa regra prática é que se você se sentir bem o suficiente para pegar uma nota de € 50 do chão, provavelmente não está com gripe.

    Quando devo ir ao médico ou hospital com suspeita de gripe?

    Se você não tem certeza se está gripado ou resfriado, é melhor se tratar em casa. Como os resfriados e a gripe são causados ​​por vírus, eles não podem ser tratados com antibióticos. Na verdade, o conselho de saúde predominante é que você só deve consultar seu médico sobre um surto de gripe se atender a um destes critérios:

    • VocÊ esta grávida
    • Você tem mais de 65 anos
    • Voce esta cronicamente doente
    • Você tem uma condição do sistema imunológico
    • Seu filho ou bebê pode estar com gripe
    • Sua temperatura está acima de 40 ° C / 104 ° F
    • Você está enfrentando sintomas incomuns, como:
      • Dificuldades respiratórias
      • Tossindo sangue ou catarro malcheiroso
      • Dificuldade em manter a consciência
      • Diarréia

      Você também deve controlar a duração de sua doença e procurar aconselhamento médico se ficar muito doente por mais de três dias ou se sua condição se agravar rapidamente.

      Como posso tratar a gripe em casa?

      A chave para a recuperação é descanso, abundância de líquidos, boa higiene pessoal e permanecer em um ambiente fresco em camadas leves para evitar picos de febre. O paracetamol pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas, mas não cura a gripe. Se você for geralmente saudável, isso deve passar com o tempo, mas se você sofrer de uma doença prolongada, deve consultar o seu médico.

      Outros remédios caseiros podem tornar sua doença mais fácil de suportar. Chá verde, suco de laranja e infusões de limão e gengibre são opções populares para quem sofre de gripe. Alimentos leves como torradas e biscoitos também podem ajudar se seu estômago estiver agitado.

      Como posso evitar pegar ou espalhar a gripe?

      Manter altos níveis de higiene pessoal é crucial para limitar a propagação dos germes da gripe. Lave bem as mãos e com frequência, descarte os lenços usados ​​com segurança e considere usar uma máscara facial descartável se estiver sofrendo de sintomas semelhantes aos da gripe. Espirre / tussa em um lenço de papel e jogue-o fora ou, se isso não for possível, espirre no cotovelo em vez de na mão. Levar um desinfetante para as mãos e usá-lo regularmente quando estiver fora de casa ajudará, especialmente depois de mexer em dinheiro ou usar instalações públicas. Se você acha que está com gripe, deve ficar em casa até passar a doença.

      Posso receber uma vacina contra a gripe grátis na França?

      A Organização Mundial da Saúde estabelece diretrizes para quem é elegível para vacinas gratuitas ano após ano. Se você atender aos critérios e for residente permanente na França, poderá obter uma vacina grátis. Você pode receber um voucher com antecedência, que pode levar à farmácia ou pedir uma receita ao seu médico. Os seguintes são elegíveis:

      • Pessoas com mais de 65 anos
      • Adultos com mais de 18 anos com doenças crônicas, como doenças respiratórias ou cardiovasculares
      • Pessoas consideradas obesas
      • Mulheres grávidas com 18 anos ou mais
      • Família e amigos próximos de algumas crianças menores de 6 meses de idade com fatores de alto risco.

      Se você não se enquadra em um desses grupos, não tema! Você pode obter uma receita de seu médico e agendar uma injeção na farmácia local por uma pequena taxa. A injeção em si custa 6 € e também será cobrada uma taxa de consulta. Se você nos perguntar, é um pequeno preço a pagar para evitar uma doença tão desagradável.

      Lembre-se, porém, de que a vacina leva 15 dias para fazer efeito após ser administrada, portanto, você deve tomá-la o mais rápido possível. Se for muito tarde na temporada de gripe, você não poderá pegar um.

      Preciso de seguro saúde para tratamento da gripe na França?

      Se você é um expatriado permanente na França e está registrado para um carte vitale você pode acessar seu médico normalmente. A taxa padrão para uma visita de GP é de € 25 e mais tarde você será reembolsado em cerca de 70% desse valor pelo CPAM. Se você tiver seguro saúde privado, poderá ter acesso a um tratamento mais rápido, que pode ser totalmente coberto, dependendo da sua apólice.

      Se você for um britânico viajando para a França, seu cartão EHIC deve cobrir algumas ou todas as despesas médicas, portanto, certifique-se de ter o seu com você. Se você é de fora da UE ou não tem um EHIC, seu seguro de viagem pode cobrir os custos, caso contrário, você terá que pagar de forma privada. Os custos variam dependendo de onde você está e do tratamento necessário.

      Tenha em mente que, se você está normalmente com boa saúde, não deve precisar visitar um médico ou hospital para tratamento da gripe, mas é aconselhável garantir que você tenha uma cobertura adequada.

      Devo ficar preocupado com a gripe na França?

      Se você costuma gozar de boa saúde e praticar uma boa higiene pessoal, o pior cenário costuma ser alguns dias em repouso absoluto, sentindo-se bastante mal. No entanto, se você estiver em um dos grupos vulneráveis, deve ser extremamente vigilante. A boa notícia é que a temporada de gripe é bastante curta. Fique de olho nos anúncios de saúde pública e seja sensato. Se você tiver alguma dúvida, entre em contato com seu médico.


      Preciso me preocupar com a gripe na França?

      Em dezembro de 2019, a autoridade de saúde pública francesa emitiu um alerta sobre o vírus da gripe, dizendo que Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d & # 8217Azur, Pays-de-la-Loire e a região da grande Paris Île-de-France estão em um “pré fase -epidêmica ”, enquanto o sudoeste sofre de um surto de gripe estomacal (também conhecida como gastroenterite viral ou simplesmente“ gastro ”). Hospitais nessas quatro regiões registraram altos níveis de visitas hospitalares relacionadas à gripe nas últimas semanas, com 160 pacientes internados em enfermarias na semana anterior ao Natal.

      Quais são os sintomas da gripe?

      Qualquer pessoa com diagnóstico de gripe dirá que é muito mais do que um forte resfriado, mas como saber a diferença? A principal diferença entre a gripe e uma tosse ou resfriado é que os que sofrem de gripe costumam ter febre alta durante a doença, junto com a tosse, espirro e aperto no peito. A gripe geralmente surge repentinamente com qualquer um ou todos os seguintes sintomas:

      • Febres
      • Arrepios
      • Dores
      • Fadiga / fraqueza
      • Espirros
      • Peito apertado
      • Tossindo
      • Nariz entupido
      • Dor de garganta
      • Dor de cabeça

      Uma boa regra prática é que se você se sentir bem o suficiente para pegar uma nota de € 50 do chão, provavelmente não está com gripe.

      Quando devo ir ao médico ou hospital com suspeita de gripe?

      Se você não tem certeza se está gripado ou resfriado, é melhor se tratar em casa. Como os resfriados e gripes são causados ​​por vírus, eles não podem ser tratados com antibióticos. Na verdade, o conselho de saúde predominante é que você só deve consultar seu médico sobre um surto de gripe se atender a um destes critérios:

      • VocÊ esta grávida
      • Você tem mais de 65 anos
      • Voce esta cronicamente doente
      • Você tem uma condição do sistema imunológico
      • Seu filho ou bebê pode estar com gripe
      • Sua temperatura está acima de 40 ° C / 104 ° F
      • Você está enfrentando sintomas incomuns, como:
        • Dificuldades respiratórias
        • Tossindo sangue ou catarro malcheiroso
        • Dificuldade em manter a consciência
        • Diarréia

        Você também deve controlar a duração da sua doença e procurar aconselhamento médico se estiver muito doente por mais de três dias ou se sua condição se agravar rapidamente.

        Como posso tratar a gripe em casa?

        A chave para a recuperação é descanso, abundância de líquidos, boa higiene pessoal e permanecer em um ambiente fresco em camadas leves para evitar picos de febre. O paracetamol pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas, mas não cura a gripe. Se você for geralmente saudável, isso deve passar com o tempo, mas se você sofrer de uma doença prolongada, deve consultar o seu médico.

        Outros remédios caseiros podem tornar sua doença mais fácil de suportar. Chá verde, suco de laranja e infusões de limão e gengibre são opções populares para quem sofre de gripe. Alimentos leves como torradas e biscoitos também podem ajudar se seu estômago estiver agitado.

        Como posso evitar pegar ou espalhar a gripe?

        Manter altos níveis de higiene pessoal é crucial para limitar a propagação dos germes da gripe. Lave bem as mãos e com frequência, descarte os lenços de papel com segurança e considere usar uma máscara facial descartável se estiver sofrendo de sintomas semelhantes aos da gripe. Espirre / tussa em um lenço de papel e jogue-o fora ou, se isso não for possível, espirre no cotovelo em vez de na mão. Levar um desinfetante para as mãos e usá-lo regularmente quando estiver fora de casa ajudará, especialmente depois de mexer em dinheiro ou usar instalações públicas. Se você acha que está com gripe, deve ficar em casa até passar a doença.

        Posso receber uma vacina contra a gripe grátis na França?

        A Organização Mundial da Saúde estabelece diretrizes para quem é elegível para vacinas gratuitas ano após ano. Se você atender aos critérios e for residente permanente na França, poderá obter uma vacina grátis. Você pode receber um voucher com antecedência, que pode levar à farmácia ou pedir uma receita ao seu médico. Os seguintes são elegíveis:

        • Pessoas com mais de 65 anos
        • Adultos com mais de 18 anos com doenças crônicas, como doenças respiratórias ou cardiovasculares
        • Pessoas consideradas obesas
        • Mulheres grávidas com 18 anos ou mais
        • Família e amigos próximos de algumas crianças menores de 6 meses de idade com fatores de alto risco.

        Se você não se enquadra em um desses grupos, não tema! Você pode obter uma receita de seu médico e agendar uma injeção na farmácia local por uma pequena taxa. A injeção em si custa 6 € e também será cobrada uma taxa de consulta. Se você nos perguntar, é um pequeno preço a pagar para evitar uma doença tão desagradável.

        Lembre-se, porém, de que a vacina leva 15 dias para fazer efeito após ser administrada, portanto, você deve tomá-la o mais rápido possível. Se for muito tarde na temporada de gripe, você não poderá pegar um.

        Preciso de seguro saúde para tratamento da gripe na França?

        Se você é um expatriado permanente na França e está registrado para um carte vitale você pode acessar seu médico normalmente. A taxa padrão para uma visita de GP é de € 25 e mais tarde você será reembolsado em cerca de 70% desse valor pelo CPAM. Se você tiver seguro saúde privado, poderá ter acesso a um tratamento mais rápido, que pode ser totalmente coberto, dependendo da sua apólice.

        Se você é um britânico viajando para a França, seu cartão EHIC deve cobrir algumas ou todas as despesas médicas, portanto, certifique-se de ter o seu com você. Se você é de fora da UE ou não tem um EHIC, seu seguro de viagem pode cobrir os custos, caso contrário, você terá que pagar de forma privada. Os custos variam dependendo de onde você está e do tratamento necessário.

        Tenha em mente que, se você está normalmente com boa saúde, não deve precisar visitar um médico ou hospital para tratamento da gripe, mas é aconselhável garantir que você tenha uma cobertura adequada.

        Devo ficar preocupado com a gripe na França?

        Se você costuma gozar de boa saúde e praticar uma boa higiene pessoal, o pior cenário costuma ser alguns dias em repouso absoluto, sentindo-se bastante mal. No entanto, se você estiver em um dos grupos vulneráveis, deve ser extremamente vigilante. A boa notícia é que a temporada de gripe é bastante curta. Fique de olho nos anúncios de saúde pública e seja sensato. Se você tiver alguma dúvida, entre em contato com seu médico.


        Preciso me preocupar com a gripe na França?

        Em dezembro de 2019, a autoridade de saúde pública francesa emitiu um alerta sobre o vírus da gripe, dizendo que Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d & # 8217Azur, Pays-la-Loire e a região da grande Paris Île-de-France estão em um “pré fase -epidêmica ”, enquanto o sudoeste sofre de um surto de gripe estomacal (também conhecida como gastroenterite viral ou simplesmente“ gastro ”). Hospitais nessas quatro regiões registraram altos níveis de visitas hospitalares relacionadas à gripe nas últimas semanas, com 160 pacientes internados em enfermarias na semana anterior ao Natal.

        Quais são os sintomas da gripe?

        Qualquer pessoa com diagnóstico de gripe dirá que é muito mais do que um forte resfriado, mas como saber a diferença? A principal diferença entre a gripe e a tosse ou resfriado é que os sofredores da gripe costumam ter febre alta durante a doença, junto com tosse, espirros e aperto no peito. A gripe geralmente surge repentinamente com qualquer um ou todos os seguintes sintomas:

        • Febres
        • Arrepios
        • Dores
        • Fadiga / fraqueza
        • Espirros
        • Peito apertado
        • Tossindo
        • Nariz entupido
        • Dor de garganta
        • Dor de cabeça

        Uma boa regra prática é que se você se sentir bem o suficiente para pegar uma nota de € 50 do chão, provavelmente não está com gripe.

        Quando devo ir ao médico ou hospital com suspeita de gripe?

        Se você não tem certeza se está gripado ou resfriado, é melhor se tratar em casa. Como os resfriados e a gripe são causados ​​por vírus, eles não podem ser tratados com antibióticos. Na verdade, o conselho de saúde predominante é que você só deve consultar seu médico sobre um surto de gripe se atender a um destes critérios:

        • VocÊ esta grávida
        • Você tem mais de 65 anos
        • Voce esta cronicamente doente
        • Você tem uma condição do sistema imunológico
        • Seu filho ou bebê pode estar com gripe
        • Sua temperatura está acima de 40 ° C / 104 ° F
        • Você está enfrentando sintomas incomuns, como:
          • Dificuldades respiratórias
          • Tossindo sangue ou catarro malcheiroso
          • Dificuldade em manter a consciência
          • Diarréia

          Você também deve controlar a duração de sua doença e procurar aconselhamento médico se ficar muito doente por mais de três dias ou se sua condição se agravar rapidamente.

          Como posso tratar a gripe em casa?

          A chave para a recuperação é descanso, abundância de líquidos, boa higiene pessoal e permanecer em um ambiente fresco em camadas leves para evitar picos de febre. O paracetamol pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas, mas não cura a gripe. Se você for geralmente saudável, isso deve passar com o tempo, mas se você sofrer de uma doença prolongada, deve consultar o seu médico.

          Outros remédios caseiros podem tornar sua doença mais fácil de suportar. Chá verde, suco de laranja e infusões de limão e gengibre são opções populares para quem sofre de gripe. Alimentos leves como torradas e biscoitos também podem ajudar se seu estômago estiver agitado.

          Como posso evitar pegar ou espalhar a gripe?

          Manter altos níveis de higiene pessoal é crucial para limitar a propagação dos germes da gripe. Lave bem as mãos e com frequência, descarte os lenços de papel com segurança e considere usar uma máscara facial descartável se estiver sofrendo de sintomas semelhantes aos da gripe. Espirre / tussa em um lenço de papel e jogue-o fora ou, se isso não for possível, espirre no cotovelo em vez de na mão. Levar um desinfetante para as mãos e usá-lo regularmente quando estiver fora de casa ajudará, especialmente depois de mexer em dinheiro ou usar instalações públicas. Se você acha que está com gripe, deve ficar em casa até que a doença passe.

          Posso receber uma vacina contra a gripe grátis na França?

          A Organização Mundial da Saúde estabelece diretrizes para quem é elegível para vacinas gratuitas ano após ano. Se você atender aos critérios e for residente permanente na França, poderá obter uma vacina grátis. Você pode receber um voucher com antecedência, que pode levar à farmácia ou pedir uma receita ao seu médico. Os seguintes são elegíveis:

          • Pessoas com mais de 65 anos
          • Adultos com mais de 18 anos com doenças crônicas, como doenças respiratórias ou cardiovasculares
          • Pessoas consideradas obesas
          • Mulheres grávidas com 18 anos ou mais
          • Família e amigos próximos de algumas crianças menores de 6 meses de idade com fatores de alto risco.

          Se você não se enquadra em um desses grupos, não tema! Você pode obter uma receita de seu médico e agendar uma injeção na farmácia local por uma pequena taxa. A injeção em si custa 6 € e também será cobrada uma taxa de consulta. Se você nos perguntar, é um pequeno preço a pagar para evitar uma doença tão desagradável.

          Lembre-se, porém, de que a vacina leva 15 dias para fazer efeito após ser administrada, portanto, você deve tomá-la o mais rápido possível. Se for muito tarde na temporada de gripe, você não poderá pegar um.

          Preciso de seguro saúde para tratamento da gripe na França?

          Se você é um expatriado permanente na França e está registrado para um carte vitale você pode acessar seu médico normalmente. A taxa padrão para uma visita de GP é de € 25 e mais tarde você será reembolsado em cerca de 70% desse valor pelo CPAM. Se você tiver seguro saúde privado, poderá ter acesso a um tratamento mais rápido, que pode ser totalmente coberto, dependendo da sua apólice.

          Se você for um britânico viajando para a França, seu cartão EHIC deve cobrir algumas ou todas as despesas médicas, portanto, certifique-se de ter o seu com você. Se você é de fora da UE ou não tem um EHIC, seu seguro de viagem pode cobrir os custos, caso contrário, você terá que pagar de forma privada. Os custos variam dependendo de onde você está e do tratamento necessário.

          Lembre-se de que, se você está normalmente de boa saúde, não deve precisar ir a um médico ou hospital para tratamento da gripe, mas é aconselhável garantir que você tenha cobertura adequada.

          Devo ficar preocupado com a gripe na França?

          Se você costuma gozar de boa saúde e praticar uma boa higiene pessoal, o pior cenário costuma ser alguns dias em repouso absoluto, sentindo-se bastante mal. No entanto, se você estiver em um dos grupos vulneráveis, deve ser extremamente vigilante. A boa notícia é que a temporada de gripe é bastante curta. Fique de olho nos anúncios de saúde pública e seja sensato. Se você tiver alguma dúvida, entre em contato com o seu médico.


          Preciso me preocupar com a gripe na França?

          Em dezembro de 2019, a autoridade de saúde pública francesa emitiu um alerta sobre o vírus da gripe, dizendo que Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d & # 8217Azur, Pays-de-la-Loire e a região da grande Paris Île-de-France estão em um “pré fase -epidêmica ”, enquanto o sudoeste sofre de um surto de gripe estomacal (também conhecida como gastroenterite viral ou simplesmente“ gastro ”). Hospitais nessas quatro regiões registraram altos níveis de visitas hospitalares relacionadas à gripe nas últimas semanas, com 160 pacientes internados em enfermarias na semana anterior ao Natal.

          Quais são os sintomas da gripe?

          Qualquer pessoa com diagnóstico de gripe dirá que é muito mais do que um forte resfriado, mas como saber a diferença? A principal diferença entre a gripe e a tosse ou resfriado é que os sofredores da gripe costumam ter febre alta durante a doença, junto com tosse, espirros e aperto no peito. A gripe geralmente surge repentinamente com qualquer um ou todos os seguintes sintomas:

          • Febres
          • Arrepios
          • Dores
          • Fadiga / fraqueza
          • Espirros
          • Peito apertado
          • Tossindo
          • Nariz entupido
          • Dor de garganta
          • Dor de cabeça

          Uma boa regra prática é que se você se sentir bem o suficiente para pegar uma nota de € 50 do chão, provavelmente não está com gripe.

          Quando devo ir ao médico ou hospital com suspeita de gripe?

          Se você não tem certeza se está gripado ou resfriado, é melhor se tratar em casa. Como os resfriados e a gripe são causados ​​por vírus, eles não podem ser tratados com antibióticos. Na verdade, o conselho de saúde predominante é que você só deve consultar seu médico sobre um surto de gripe se atender a um destes critérios:

          • VocÊ esta grávida
          • Você tem mais de 65 anos
          • Voce esta cronicamente doente
          • Você tem uma condição do sistema imunológico
          • Seu filho ou bebê pode estar com gripe
          • Sua temperatura está acima de 40 ° C / 104 ° F
          • Você está enfrentando sintomas incomuns, como:
            • Dificuldades respiratórias
            • Tossindo sangue ou catarro malcheiroso
            • Dificuldade em manter a consciência
            • Diarréia

            Você também deve controlar a duração de sua doença e procurar aconselhamento médico se ficar muito doente por mais de três dias ou se sua condição se agravar rapidamente.

            Como posso tratar a gripe em casa?

            A chave para a recuperação é descanso, abundância de líquidos, boa higiene pessoal e permanecer em um ambiente fresco em camadas leves para evitar picos de febre. O paracetamol pode ajudar a aliviar alguns dos sintomas, mas não cura a gripe. Se você for geralmente saudável, isso deve passar com o tempo, mas se você sofrer de uma doença prolongada, deve consultar o seu médico.

            Outros remédios caseiros podem tornar sua doença mais fácil de suportar. Chá verde, suco de laranja e infusões de limão e gengibre são opções populares para quem sofre de gripe. Alimentos leves como torradas e biscoitos também podem ajudar se seu estômago estiver agitado.

            Como posso evitar pegar ou espalhar a gripe?

            Manter altos níveis de higiene pessoal é crucial para limitar a propagação dos germes da gripe. Lave bem as mãos e com frequência, descarte os lenços usados ​​com segurança e considere usar uma máscara facial descartável se estiver sofrendo de sintomas semelhantes aos da gripe. Espirre / tussa em um lenço de papel e jogue-o fora ou, se isso não for possível, espirre no cotovelo em vez de na mão. Levar um desinfetante para as mãos e usá-lo regularmente quando estiver fora de casa ajudará, especialmente depois de mexer em dinheiro ou usar instalações públicas. Se você acha que está com gripe, deve ficar em casa até passar a doença.

            Posso receber uma vacina contra a gripe grátis na França?

            A Organização Mundial da Saúde estabelece diretrizes para quem é elegível para vacinas gratuitas ano após ano. Se você atender aos critérios e for residente permanente na França, poderá obter uma vacina grátis. Você pode receber um voucher com antecedência, que pode levar à farmácia ou pedir uma receita ao seu médico. Os seguintes são elegíveis:

            • Pessoas com mais de 65 anos
            • Adultos com mais de 18 anos de idade com doenças crônicas, como doenças respiratórias ou cardiovasculares
            • Pessoas consideradas obesas
            • Mulheres grávidas com 18 anos ou mais
            • Família e amigos próximos de algumas crianças menores de 6 meses de idade com fatores de alto risco.

            Se você não se enquadra em um desses grupos, não tema! Você pode obter uma receita de seu médico e agendar uma injeção na farmácia local por uma pequena taxa. A injeção em si custa 6 € e também será cobrada uma taxa de consulta. Se você nos perguntar, é um pequeno preço a pagar para evitar uma doença tão desagradável.

            Lembre-se, porém, de que a vacina leva 15 dias para fazer efeito após ser administrada, portanto, você deve tomá-la o mais rápido possível. Se for muito tarde na temporada de gripe, você não poderá pegar um.

            Preciso de seguro saúde para tratamento da gripe na França?

            Se você é um expatriado permanente na França e está registrado para um carte vitale você pode acessar seu médico normalmente. A taxa padrão para uma visita de GP é de € 25 e mais tarde você será reembolsado em cerca de 70% desse valor pelo CPAM. Se você tiver seguro saúde privado, poderá ter acesso a um tratamento mais rápido, que pode ser totalmente coberto, dependendo da sua apólice.

            Se você for um britânico viajando para a França, seu cartão EHIC deve cobrir algumas ou todas as despesas médicas, portanto, certifique-se de ter o seu com você. Se você é de fora da UE ou não tem um EHIC, seu seguro de viagem pode cobrir os custos, caso contrário, você terá que pagar de forma privada. Costs will vary depending on where you are and what treatment is required.

            Bear in mind that if you are typically in good health you shouldn’t need to visit a doctor or hospital for flu treatment, but it’s wise to ensure that you have adequate cover.

            How worried should I be about flu in France?

            If you are usually in good health and practice good personal hygiene the worst-case scenario is typically a few days on bed rest feeling fairly rotten. However, if you are in one of the vulnerable groups you should be extra vigilant. The good news is that the flu season is fairly short. Keep an eye on the public health announcements and be sensible. If you have any concerns contact your healthcare provider.


            Do I need to worry about flu in France?

            In December 2019 the French public health authority issued warning about the flu virus, saying that Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d’Azur, Pays-de- la-Loire and the greater Paris Île-de-France region are in a “pre-epidemic” phase while the south west is suffering from a bout of stomach flu (also known as viral gastroenteritis or simply “gastro”). Hospitals in those four regions have seen high levels of flu-related hospital visits in recent weeks, with 160 patients being admitted to hospital wards in the week before Christmas.

            What are the symptoms of flu?

            Anyone who has been diagnosed with flu will tell you that it’s much more than a bad cold, but how can you tell the difference? The main difference between flu and a cough or cold is that flu sufferers typically experience a high fever throughout their illness, alongside the expected coughing, sneezing and tight chest. Flu will usually come on suddenly with any or all of the following symptoms:

            • Fevers
            • Chills
            • Aches
            • Fatigue/weakness
            • Sneezing
            • Chest tight
            • Coughing
            • Blocked nose
            • Sore throat
            • Headache

            A good rule of thumb is that if you would feel well enough to pick up a €50 note off the floor you probably don’t have flu.

            When should I go to the doctor or hospital with suspected flu?

            If you aren’t sure whether you have flu or a cold you’re better off treating yourself at home. As both colds and flu are caused by a virus, they cannot be treated by antibiotics. In fact, the prevailing health advice is that you should only visit your doctor about a bout of flu if you meet one of these criteria:

            • You are pregnant
            • You are over 65
            • You are chronically ill
            • You have an immune system condition
            • Your child or baby may have flu
            • Your temperature is over 40°C/104°F
            • You’re experiencing unusual symptoms such as:
              • Breathing difficulties
              • Coughing up blood or foul-smelling phlegm
              • Difficulty maintaining consciousness
              • Diarrhoea

              You should also keep track of how long your illness lasts and seek medial advice if you are very ill for more than three days or your condition rapidly deteriorates.

              How can I treat flu at home?

              The key to recovery is rest, plenty of fluids, good personal hygiene and staying in a cool environment in light layers to prevent fever spikes. Paracetamol can help ease some of the symptoms, but it will not cure your flu. If you are generally healthy it should pass in time, but if you suffer from a prolonged illness you should contact your doctor.

              Other home remedies may make your illness easier to bear. Green tea, orange juice and ginger-lemon infusions are popular options for flu sufferers. Bland food like dry toast and crackers may also help if your stomach is unsettled.

              How can I avoid getting or spreading flu?

              Maintaining high levels of personal hygiene is crucial for limiting the spread of flu germs. Wash your hands well and often, dispose of used tissues safely and consider wearing a disposable face mask if you’re suffering from flu-like symptoms. Sneeze/cough into a tissue and then throw it away, or if this is not possible sneeze into your elbow rather than your hand. Carrying a hand sanitiser and using it regularly while you’re out and about will help, especially after touching money or using public facilities. If you believe you have flu you should stay home until your illness has passed.

              Can I get a free flu jab in France?

              The World Health Organisation sets out guidelines for who is eligible for free vaccines year on year. If you meet the criteria and you are a permanent resident in France you can get a free jab. You may be issued a voucher in advance which you can take to the pharmacy or seek a prescription from your doctor. The following are eligible:

              • People aged over 65
              • Adults over 18 years of age with chronic illnesses like respiratory or cardiovascular diseases
              • People considered obese
              • Pregnant women aged 18 or older
              • Close family and friends of some infants under 6 months of age with high risk factors.

              If you don’t fall into one of these groups, never fear! You can get a prescription from your doctor and book a jab at your local pharmacy for a small fee. The injection itself costs €6 and an appointment fee will also be payable. If you ask us, it’s a small price to pay to avoid such a nasty illness.

              Bear in mind, though, that the vaccine takes 15 days to become effective after it is administered, so you should get one as soon as you can. If it is too late in the flu season you will not be able to get one.

              Do I need health insurance for flu treatment in France?

              If you are a permanent expat in France and are registered for a carte vitale you can access your doctor as normal. The standard rate for a GP visit is €25 and you will later be reimbursed around 70% of that by the CPAM. If you have private health insurance you may have access to faster treatment, and it may be fully covered depending on your policy.

              If you are a Brit travelling in France your EHIC card should cover you for some or all medical expenses, so make sure you have yours with you. If you are from outside the EU or don’t have an EHIC your travel insurance may cover the cost, failing that you will have to pay privately. Costs will vary depending on where you are and what treatment is required.

              Bear in mind that if you are typically in good health you shouldn’t need to visit a doctor or hospital for flu treatment, but it’s wise to ensure that you have adequate cover.

              How worried should I be about flu in France?

              If you are usually in good health and practice good personal hygiene the worst-case scenario is typically a few days on bed rest feeling fairly rotten. However, if you are in one of the vulnerable groups you should be extra vigilant. The good news is that the flu season is fairly short. Keep an eye on the public health announcements and be sensible. If you have any concerns contact your healthcare provider.


              Do I need to worry about flu in France?

              In December 2019 the French public health authority issued warning about the flu virus, saying that Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d’Azur, Pays-de- la-Loire and the greater Paris Île-de-France region are in a “pre-epidemic” phase while the south west is suffering from a bout of stomach flu (also known as viral gastroenteritis or simply “gastro”). Hospitals in those four regions have seen high levels of flu-related hospital visits in recent weeks, with 160 patients being admitted to hospital wards in the week before Christmas.

              What are the symptoms of flu?

              Anyone who has been diagnosed with flu will tell you that it’s much more than a bad cold, but how can you tell the difference? The main difference between flu and a cough or cold is that flu sufferers typically experience a high fever throughout their illness, alongside the expected coughing, sneezing and tight chest. Flu will usually come on suddenly with any or all of the following symptoms:

              • Fevers
              • Chills
              • Aches
              • Fatigue/weakness
              • Sneezing
              • Chest tight
              • Coughing
              • Blocked nose
              • Sore throat
              • Headache

              A good rule of thumb is that if you would feel well enough to pick up a €50 note off the floor you probably don’t have flu.

              When should I go to the doctor or hospital with suspected flu?

              If you aren’t sure whether you have flu or a cold you’re better off treating yourself at home. As both colds and flu are caused by a virus, they cannot be treated by antibiotics. In fact, the prevailing health advice is that you should only visit your doctor about a bout of flu if you meet one of these criteria:

              • You are pregnant
              • You are over 65
              • You are chronically ill
              • You have an immune system condition
              • Your child or baby may have flu
              • Your temperature is over 40°C/104°F
              • You’re experiencing unusual symptoms such as:
                • Breathing difficulties
                • Coughing up blood or foul-smelling phlegm
                • Difficulty maintaining consciousness
                • Diarrhoea

                You should also keep track of how long your illness lasts and seek medial advice if you are very ill for more than three days or your condition rapidly deteriorates.

                How can I treat flu at home?

                The key to recovery is rest, plenty of fluids, good personal hygiene and staying in a cool environment in light layers to prevent fever spikes. Paracetamol can help ease some of the symptoms, but it will not cure your flu. If you are generally healthy it should pass in time, but if you suffer from a prolonged illness you should contact your doctor.

                Other home remedies may make your illness easier to bear. Green tea, orange juice and ginger-lemon infusions are popular options for flu sufferers. Bland food like dry toast and crackers may also help if your stomach is unsettled.

                How can I avoid getting or spreading flu?

                Maintaining high levels of personal hygiene is crucial for limiting the spread of flu germs. Wash your hands well and often, dispose of used tissues safely and consider wearing a disposable face mask if you’re suffering from flu-like symptoms. Sneeze/cough into a tissue and then throw it away, or if this is not possible sneeze into your elbow rather than your hand. Carrying a hand sanitiser and using it regularly while you’re out and about will help, especially after touching money or using public facilities. If you believe you have flu you should stay home until your illness has passed.

                Can I get a free flu jab in France?

                The World Health Organisation sets out guidelines for who is eligible for free vaccines year on year. If you meet the criteria and you are a permanent resident in France you can get a free jab. You may be issued a voucher in advance which you can take to the pharmacy or seek a prescription from your doctor. The following are eligible:

                • People aged over 65
                • Adults over 18 years of age with chronic illnesses like respiratory or cardiovascular diseases
                • People considered obese
                • Pregnant women aged 18 or older
                • Close family and friends of some infants under 6 months of age with high risk factors.

                If you don’t fall into one of these groups, never fear! You can get a prescription from your doctor and book a jab at your local pharmacy for a small fee. The injection itself costs €6 and an appointment fee will also be payable. If you ask us, it’s a small price to pay to avoid such a nasty illness.

                Bear in mind, though, that the vaccine takes 15 days to become effective after it is administered, so you should get one as soon as you can. If it is too late in the flu season you will not be able to get one.

                Do I need health insurance for flu treatment in France?

                If you are a permanent expat in France and are registered for a carte vitale you can access your doctor as normal. The standard rate for a GP visit is €25 and you will later be reimbursed around 70% of that by the CPAM. If you have private health insurance you may have access to faster treatment, and it may be fully covered depending on your policy.

                If you are a Brit travelling in France your EHIC card should cover you for some or all medical expenses, so make sure you have yours with you. If you are from outside the EU or don’t have an EHIC your travel insurance may cover the cost, failing that you will have to pay privately. Costs will vary depending on where you are and what treatment is required.

                Bear in mind that if you are typically in good health you shouldn’t need to visit a doctor or hospital for flu treatment, but it’s wise to ensure that you have adequate cover.

                How worried should I be about flu in France?

                If you are usually in good health and practice good personal hygiene the worst-case scenario is typically a few days on bed rest feeling fairly rotten. However, if you are in one of the vulnerable groups you should be extra vigilant. The good news is that the flu season is fairly short. Keep an eye on the public health announcements and be sensible. If you have any concerns contact your healthcare provider.


                Do I need to worry about flu in France?

                In December 2019 the French public health authority issued warning about the flu virus, saying that Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d’Azur, Pays-de- la-Loire and the greater Paris Île-de-France region are in a “pre-epidemic” phase while the south west is suffering from a bout of stomach flu (also known as viral gastroenteritis or simply “gastro”). Hospitals in those four regions have seen high levels of flu-related hospital visits in recent weeks, with 160 patients being admitted to hospital wards in the week before Christmas.

                What are the symptoms of flu?

                Anyone who has been diagnosed with flu will tell you that it’s much more than a bad cold, but how can you tell the difference? The main difference between flu and a cough or cold is that flu sufferers typically experience a high fever throughout their illness, alongside the expected coughing, sneezing and tight chest. Flu will usually come on suddenly with any or all of the following symptoms:

                • Fevers
                • Chills
                • Aches
                • Fatigue/weakness
                • Sneezing
                • Chest tight
                • Coughing
                • Blocked nose
                • Sore throat
                • Headache

                A good rule of thumb is that if you would feel well enough to pick up a €50 note off the floor you probably don’t have flu.

                When should I go to the doctor or hospital with suspected flu?

                If you aren’t sure whether you have flu or a cold you’re better off treating yourself at home. As both colds and flu are caused by a virus, they cannot be treated by antibiotics. In fact, the prevailing health advice is that you should only visit your doctor about a bout of flu if you meet one of these criteria:

                • You are pregnant
                • You are over 65
                • You are chronically ill
                • You have an immune system condition
                • Your child or baby may have flu
                • Your temperature is over 40°C/104°F
                • You’re experiencing unusual symptoms such as:
                  • Breathing difficulties
                  • Coughing up blood or foul-smelling phlegm
                  • Difficulty maintaining consciousness
                  • Diarrhoea

                  You should also keep track of how long your illness lasts and seek medial advice if you are very ill for more than three days or your condition rapidly deteriorates.

                  How can I treat flu at home?

                  The key to recovery is rest, plenty of fluids, good personal hygiene and staying in a cool environment in light layers to prevent fever spikes. Paracetamol can help ease some of the symptoms, but it will not cure your flu. If you are generally healthy it should pass in time, but if you suffer from a prolonged illness you should contact your doctor.

                  Other home remedies may make your illness easier to bear. Green tea, orange juice and ginger-lemon infusions are popular options for flu sufferers. Bland food like dry toast and crackers may also help if your stomach is unsettled.

                  How can I avoid getting or spreading flu?

                  Maintaining high levels of personal hygiene is crucial for limiting the spread of flu germs. Wash your hands well and often, dispose of used tissues safely and consider wearing a disposable face mask if you’re suffering from flu-like symptoms. Sneeze/cough into a tissue and then throw it away, or if this is not possible sneeze into your elbow rather than your hand. Carrying a hand sanitiser and using it regularly while you’re out and about will help, especially after touching money or using public facilities. If you believe you have flu you should stay home until your illness has passed.

                  Can I get a free flu jab in France?

                  The World Health Organisation sets out guidelines for who is eligible for free vaccines year on year. If you meet the criteria and you are a permanent resident in France you can get a free jab. You may be issued a voucher in advance which you can take to the pharmacy or seek a prescription from your doctor. The following are eligible:

                  • People aged over 65
                  • Adults over 18 years of age with chronic illnesses like respiratory or cardiovascular diseases
                  • People considered obese
                  • Pregnant women aged 18 or older
                  • Close family and friends of some infants under 6 months of age with high risk factors.

                  If you don’t fall into one of these groups, never fear! You can get a prescription from your doctor and book a jab at your local pharmacy for a small fee. The injection itself costs €6 and an appointment fee will also be payable. If you ask us, it’s a small price to pay to avoid such a nasty illness.

                  Bear in mind, though, that the vaccine takes 15 days to become effective after it is administered, so you should get one as soon as you can. If it is too late in the flu season you will not be able to get one.

                  Do I need health insurance for flu treatment in France?

                  If you are a permanent expat in France and are registered for a carte vitale you can access your doctor as normal. The standard rate for a GP visit is €25 and you will later be reimbursed around 70% of that by the CPAM. If you have private health insurance you may have access to faster treatment, and it may be fully covered depending on your policy.

                  If you are a Brit travelling in France your EHIC card should cover you for some or all medical expenses, so make sure you have yours with you. If you are from outside the EU or don’t have an EHIC your travel insurance may cover the cost, failing that you will have to pay privately. Costs will vary depending on where you are and what treatment is required.

                  Bear in mind that if you are typically in good health you shouldn’t need to visit a doctor or hospital for flu treatment, but it’s wise to ensure that you have adequate cover.

                  How worried should I be about flu in France?

                  If you are usually in good health and practice good personal hygiene the worst-case scenario is typically a few days on bed rest feeling fairly rotten. However, if you are in one of the vulnerable groups you should be extra vigilant. The good news is that the flu season is fairly short. Keep an eye on the public health announcements and be sensible. If you have any concerns contact your healthcare provider.


                  Do I need to worry about flu in France?

                  In December 2019 the French public health authority issued warning about the flu virus, saying that Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d’Azur, Pays-de- la-Loire and the greater Paris Île-de-France region are in a “pre-epidemic” phase while the south west is suffering from a bout of stomach flu (also known as viral gastroenteritis or simply “gastro”). Hospitals in those four regions have seen high levels of flu-related hospital visits in recent weeks, with 160 patients being admitted to hospital wards in the week before Christmas.

                  What are the symptoms of flu?

                  Anyone who has been diagnosed with flu will tell you that it’s much more than a bad cold, but how can you tell the difference? The main difference between flu and a cough or cold is that flu sufferers typically experience a high fever throughout their illness, alongside the expected coughing, sneezing and tight chest. Flu will usually come on suddenly with any or all of the following symptoms:

                  • Fevers
                  • Chills
                  • Aches
                  • Fatigue/weakness
                  • Sneezing
                  • Chest tight
                  • Coughing
                  • Blocked nose
                  • Sore throat
                  • Headache

                  A good rule of thumb is that if you would feel well enough to pick up a €50 note off the floor you probably don’t have flu.

                  When should I go to the doctor or hospital with suspected flu?

                  If you aren’t sure whether you have flu or a cold you’re better off treating yourself at home. As both colds and flu are caused by a virus, they cannot be treated by antibiotics. In fact, the prevailing health advice is that you should only visit your doctor about a bout of flu if you meet one of these criteria:

                  • You are pregnant
                  • You are over 65
                  • You are chronically ill
                  • You have an immune system condition
                  • Your child or baby may have flu
                  • Your temperature is over 40°C/104°F
                  • You’re experiencing unusual symptoms such as:
                    • Breathing difficulties
                    • Coughing up blood or foul-smelling phlegm
                    • Difficulty maintaining consciousness
                    • Diarrhoea

                    You should also keep track of how long your illness lasts and seek medial advice if you are very ill for more than three days or your condition rapidly deteriorates.

                    How can I treat flu at home?

                    The key to recovery is rest, plenty of fluids, good personal hygiene and staying in a cool environment in light layers to prevent fever spikes. Paracetamol can help ease some of the symptoms, but it will not cure your flu. If you are generally healthy it should pass in time, but if you suffer from a prolonged illness you should contact your doctor.

                    Other home remedies may make your illness easier to bear. Green tea, orange juice and ginger-lemon infusions are popular options for flu sufferers. Bland food like dry toast and crackers may also help if your stomach is unsettled.

                    How can I avoid getting or spreading flu?

                    Maintaining high levels of personal hygiene is crucial for limiting the spread of flu germs. Wash your hands well and often, dispose of used tissues safely and consider wearing a disposable face mask if you’re suffering from flu-like symptoms. Sneeze/cough into a tissue and then throw it away, or if this is not possible sneeze into your elbow rather than your hand. Carrying a hand sanitiser and using it regularly while you’re out and about will help, especially after touching money or using public facilities. If you believe you have flu you should stay home until your illness has passed.

                    Can I get a free flu jab in France?

                    The World Health Organisation sets out guidelines for who is eligible for free vaccines year on year. If you meet the criteria and you are a permanent resident in France you can get a free jab. You may be issued a voucher in advance which you can take to the pharmacy or seek a prescription from your doctor. The following are eligible:

                    • People aged over 65
                    • Adults over 18 years of age with chronic illnesses like respiratory or cardiovascular diseases
                    • People considered obese
                    • Pregnant women aged 18 or older
                    • Close family and friends of some infants under 6 months of age with high risk factors.

                    If you don’t fall into one of these groups, never fear! You can get a prescription from your doctor and book a jab at your local pharmacy for a small fee. The injection itself costs €6 and an appointment fee will also be payable. If you ask us, it’s a small price to pay to avoid such a nasty illness.

                    Bear in mind, though, that the vaccine takes 15 days to become effective after it is administered, so you should get one as soon as you can. If it is too late in the flu season you will not be able to get one.

                    Do I need health insurance for flu treatment in France?

                    If you are a permanent expat in France and are registered for a carte vitale you can access your doctor as normal. The standard rate for a GP visit is €25 and you will later be reimbursed around 70% of that by the CPAM. If you have private health insurance you may have access to faster treatment, and it may be fully covered depending on your policy.

                    If you are a Brit travelling in France your EHIC card should cover you for some or all medical expenses, so make sure you have yours with you. If you are from outside the EU or don’t have an EHIC your travel insurance may cover the cost, failing that you will have to pay privately. Costs will vary depending on where you are and what treatment is required.

                    Bear in mind that if you are typically in good health you shouldn’t need to visit a doctor or hospital for flu treatment, but it’s wise to ensure that you have adequate cover.

                    How worried should I be about flu in France?

                    If you are usually in good health and practice good personal hygiene the worst-case scenario is typically a few days on bed rest feeling fairly rotten. However, if you are in one of the vulnerable groups you should be extra vigilant. The good news is that the flu season is fairly short. Keep an eye on the public health announcements and be sensible. If you have any concerns contact your healthcare provider.


                    Do I need to worry about flu in France?

                    In December 2019 the French public health authority issued warning about the flu virus, saying that Occitanie, Provence-Alpes-Côtes d’Azur, Pays-de- la-Loire and the greater Paris Île-de-France region are in a “pre-epidemic” phase while the south west is suffering from a bout of stomach flu (also known as viral gastroenteritis or simply “gastro”). Hospitals in those four regions have seen high levels of flu-related hospital visits in recent weeks, with 160 patients being admitted to hospital wards in the week before Christmas.

                    What are the symptoms of flu?

                    Anyone who has been diagnosed with flu will tell you that it’s much more than a bad cold, but how can you tell the difference? The main difference between flu and a cough or cold is that flu sufferers typically experience a high fever throughout their illness, alongside the expected coughing, sneezing and tight chest. Flu will usually come on suddenly with any or all of the following symptoms:

                    • Fevers
                    • Chills
                    • Aches
                    • Fatigue/weakness
                    • Sneezing
                    • Chest tight
                    • Coughing
                    • Blocked nose
                    • Sore throat
                    • Headache

                    A good rule of thumb is that if you would feel well enough to pick up a €50 note off the floor you probably don’t have flu.

                    When should I go to the doctor or hospital with suspected flu?

                    If you aren’t sure whether you have flu or a cold you’re better off treating yourself at home. As both colds and flu are caused by a virus, they cannot be treated by antibiotics. In fact, the prevailing health advice is that you should only visit your doctor about a bout of flu if you meet one of these criteria:

                    • You are pregnant
                    • You are over 65
                    • You are chronically ill
                    • You have an immune system condition
                    • Your child or baby may have flu
                    • Your temperature is over 40°C/104°F
                    • You’re experiencing unusual symptoms such as:
                      • Breathing difficulties
                      • Coughing up blood or foul-smelling phlegm
                      • Difficulty maintaining consciousness
                      • Diarrhoea

                      You should also keep track of how long your illness lasts and seek medial advice if you are very ill for more than three days or your condition rapidly deteriorates.

                      How can I treat flu at home?

                      The key to recovery is rest, plenty of fluids, good personal hygiene and staying in a cool environment in light layers to prevent fever spikes. Paracetamol can help ease some of the symptoms, but it will not cure your flu. If you are generally healthy it should pass in time, but if you suffer from a prolonged illness you should contact your doctor.

                      Other home remedies may make your illness easier to bear. Green tea, orange juice and ginger-lemon infusions are popular options for flu sufferers. Bland food like dry toast and crackers may also help if your stomach is unsettled.

                      How can I avoid getting or spreading flu?

                      Maintaining high levels of personal hygiene is crucial for limiting the spread of flu germs. Wash your hands well and often, dispose of used tissues safely and consider wearing a disposable face mask if you’re suffering from flu-like symptoms. Sneeze/cough into a tissue and then throw it away, or if this is not possible sneeze into your elbow rather than your hand. Carrying a hand sanitiser and using it regularly while you’re out and about will help, especially after touching money or using public facilities. If you believe you have flu you should stay home until your illness has passed.

                      Can I get a free flu jab in France?

                      The World Health Organisation sets out guidelines for who is eligible for free vaccines year on year. If you meet the criteria and you are a permanent resident in France you can get a free jab. You may be issued a voucher in advance which you can take to the pharmacy or seek a prescription from your doctor. The following are eligible:

                      • People aged over 65
                      • Adults over 18 years of age with chronic illnesses like respiratory or cardiovascular diseases
                      • People considered obese
                      • Pregnant women aged 18 or older
                      • Close family and friends of some infants under 6 months of age with high risk factors.

                      If you don’t fall into one of these groups, never fear! You can get a prescription from your doctor and book a jab at your local pharmacy for a small fee. The injection itself costs €6 and an appointment fee will also be payable. If you ask us, it’s a small price to pay to avoid such a nasty illness.

                      Bear in mind, though, that the vaccine takes 15 days to become effective after it is administered, so you should get one as soon as you can. If it is too late in the flu season you will not be able to get one.

                      Do I need health insurance for flu treatment in France?

                      If you are a permanent expat in France and are registered for a carte vitale you can access your doctor as normal. The standard rate for a GP visit is €25 and you will later be reimbursed around 70% of that by the CPAM. If you have private health insurance you may have access to faster treatment, and it may be fully covered depending on your policy.

                      If you are a Brit travelling in France your EHIC card should cover you for some or all medical expenses, so make sure you have yours with you. If you are from outside the EU or don’t have an EHIC your travel insurance may cover the cost, failing that you will have to pay privately. Costs will vary depending on where you are and what treatment is required.

                      Bear in mind that if you are typically in good health you shouldn’t need to visit a doctor or hospital for flu treatment, but it’s wise to ensure that you have adequate cover.

                      How worried should I be about flu in France?

                      If you are usually in good health and practice good personal hygiene the worst-case scenario is typically a few days on bed rest feeling fairly rotten. However, if you are in one of the vulnerable groups you should be extra vigilant. The good news is that the flu season is fairly short. Keep an eye on the public health announcements and be sensible. If you have any concerns contact your healthcare provider.


                      Assista o vídeo: Provando todos os sucos de laranja do mercado (Julho 2022).


Comentários:

  1. Necalli

    At someone alphabetic алексия)))))

  2. Anwell

    Ele se apega, se apega. bem escrito!

  3. Gozilkree

    Sinto muito, isso não me convém.

  4. Bret

    Acho tema muito interessante. Sugiro que você discuta isso aqui ou no PM.



Escreve uma mensagem